Nosso Algod√£o Pima Peruano

De onde veio o algod√£o Pima?

O nome ‚Äúpima‚ÄĚ foi lan√ßado em homenagem aos √≠ndios Pima, que ajudaram a plantar e produzir este tipo de algod√£o no campo experimental do Arizona (EUA). Oficialmente √© uma especie de algod√£o derivado da nova vers√£o do algod√£o de fibra extra longa introduzido nos EUA por volta de 1900 (ap√≥s in√ļmeros cruzamentos de mudas do algod√£o eg√≠pcio com outros algod√Ķes americanos), mais especificamente em 1918.

O algod√£o Pima √© cultivado hoje principalmente nos vales do norte do Peru, onde, gra√ßas a presen√ßa de temperaturas est√°veis ao longo de todo o ano e a particular luminosidade do ambiente, consegue uma melhor adapta√ß√£o. A combina√ß√£o de solo, semente, e microclima fez com que o algod√£o pima peruano tenha a fibra mais fina e mais longa do mundo, s√≥ compar√°vel √† de algod√£o eg√≠pcio, conhecido cientificamente como Gossypium Barbadense. Apesar de ser uma fibra longa e fina, algod√£o Pima tamb√©m √© mais forte do que a maioria dos outros algod√Ķes, tornando a roupa mais dur√°vel. Tem uma excelente resist√™ncia embora seja extremamente fina e sua cor natural √© um branco cremoso. √Č extramente valioso por essas caracter√≠sticas e por isso √© colhido manualmente pelos camponeses para preservar as fibras.

 

Por que ele é diferente do algodão comum?

O Algodão Pima peruano destaca-se principalmente pela maciez natural e brilho de suas fibras. Além disso, a adequada condição de uniformidade permite a produção de fios extrafinos para confeccionar tecidos de qualidade e suavidade excepcionais, não forma bolinhas, mantendo suas propriedades originais mesmo após várias lavagens. Os produtos tem um custo mais elevado devido a sua alta qualidade e escassez de matéria prima, uma vez que o Peru não possui um território tão extenso e precisa do tempo para plantar, florescer e colher.

Deixe um coment√°rio